Acontece:
Translate:

Palavra Episcopal: O Reinado do Menino






Untitled document

 

O Reinado do Menino
Celebrou-se o Natal. Já se passaram alguns dias. E agora? Os enfeites foram guardados. Nova celebração só em dezembro deste novo ano. Até lá, onde estará o aniversariante? 
1- O menino do Natal
Que garoto aniversariante você celebrou no último Natal agendado no calendário de 2012? Aquele que só aparece em uma época do ano ou aquele acerca de quem a Bíblia diz: “ Por isto eu lhe darei muitos como a sua parte, e com os poderosos repartirá ele o despojo, porquanto derramou a sua alma na morte; foi contado com os transgressores; contudo levou sobre si o pecado de muitos e pelos transgressores intercedeu.” (Is 53:12)?  Caso tenha sido o primeiro, então saiba que ele estará em caixas, guardado como enfeite para o próximo ano. Não fala, não ouve, não vê e nem sente. 
2- E o segundo?
Se você celebrou aquele do texto bíblico citado, então sabe que o Natal não passou. Hoje é Natal. É tempo de continuar as festas para o menino. Ele é “MARAVILHOSO, CONSELHEIRO, DEUS FORTE, PAI DA ETERNIDADE E PRÍNCIPE DA PAZ”. Mais que nunca esta geração carece do reinado deste menino. 
3- Ele reina
Quando se ouve a palavra “reino” pensa-se, quase automaticamente, em palácios, reis e rainhas, príncipes e princesas, glamour e muita riqueza. Até porque ainda temos reis e rainhas nos dias atuais e assim se manifestam os seus reinados. São referências de reinado a partir do mundo comandado pelo ser humano marcado pelo pecado. Como tal, quase sempre esta referência se distancia do que a Bíblia nos ensina. 
4- As marcas deste Reino.
Como diz a Bíblia, o reino do Menino Jesus não é deste mundo. O Reino dele se origina numa dimensão muito maior, que vai além do visível:
a- O Rei – É Deus, o Todo-Poderoso, criador dos céus e da terra. Amor, justiça, misericórdia são só alguns dos seus muitos atributos. Ele jamais morre. Sempre foi e sempre será.
b- O Conselho – neste reino a central de comando é composta de uma trindade: Deus Pai-Filho-Espírito Santo. 
c- Súditos/as – Os súditos são anjos e não há, por parte do Rei, nenhuma atitude para com os/as mesmos que não seja movida por santidade e perfeição. Por isto há paz absoluta neste Reino.
d- Criação –Tudo que existe pertence a este Rei e por Ele foi criado – inclusive o planeta Terra.
5- O menino e o Planeta Terra
Este minúsculo planeta é habitado por pessoas humanas formadas do pó da terra (Humus). Tais pessoas se rebelaram contra o Rei e o príncipe Jesus, único Filho de Deus, que foi enviado para refazer a inimizade entre humanos/as e os Céus. 
6- O reinado do menino 
Diferente de outros reinados conhecidos, o Filho do Rei veio como ser humano normal. Sem qualquer pompa, luxo ou riqueza. Claro! Sendo feito gente, comprovaria aos/às humanos/as que é possível viver sem a marca destrutiva do pecado. É possível viver sendo imagem e semelhança de Deus. Só que para isto é preciso renunciar às distorções que o próprio ser humano estabeleceu para si. É preciso converter-se deste mau caminho, voltando-se para a voz de Deus. 
7- A base do reinado do Menino
O próprio Jesus fala claramente acerca das bases do Reino de Deus. Pode-se ler sobre isto em todo o Novo Testamento e mais claramente nos quatro evangelhos. Entretanto o seu sermão, pregado a uma multidão, é extremamente esclarecedor. Dentre os temas abordados Jesus fala das BEM-AVENTURANÇAS – “felizes os/as que....”. Estudando este texto o irmão e teólogo John Stott nos relembra que, quanto a esta felicidade, “Jesus não está fazendo um juízo subjetivo (aquilo que sentimos), mas objetivo (aquilo que Deus pensa). ...Jesus não está pregando salvação através de boa obras,mas ensinando como aqueles que já renasceram pelo Espírito se comportarão” (1). 
O sermão do Monte não deixa qualquer dúvida quanto ao que Jesus explicita como sendo a vontade de Deus para esta terra. Assim, o reinado de Jesus se dá com um propósito: QUE ESTE PLANETA RETOME A SUA INTIMIDADE COM DEUS POR MEIO DO CONHECIMENTO E DO CUMPRIMENTO DOS PROPÓSITOS DELE (DE DEUS).
8- A resposta da humanidade ao ensino deste Reino de Deus
O Espírito Santo tem agido em meio a este planeta e a seus/suas moradores/as. Muitos/as tem respondido a Deus de forma positiva. Muitos/as têm acolhido ao menino Jesus em seus corações/estrebarias. A Glória de Deus tem-se espalhado sobre esta terra. São inúmeros/as os movimentos de pessoas que estão a serviço de Deus. Isto significa que tem resistido ao diabo e se entregado a Deus. Este é o princípio daquela paz que excede a toda a compreensão humana. 
Porém, ainda se constitui maioria aqueles/as que resistem a Deus e acolhem as ciladas do diabo. Basta abrir um jornal, ou uma revista, ou assistir a um noticiário que esta afirmativa se confirmará. Experimente fazer isto hoje, com a família ou com a Igreja. Liste os acontecimentos que envolvem transgressão à  vontade de Deus e constate os inúmeros itens desta listagem. Isto não é simples. É exatamente a certificação de que o “mundo jaz no maligno” – ou seja, tem dado preferência a envolver-se com todo tipo de pecado. 
Nesta “conversão ao mal” estão pessoas de todas as idades, de todas as classes sociais, de todas as nações, de todas as religiões, de todas as ideologias, de todo nível educacional, enfim, de pessoas humanas de toda e qualquer característica. 
9- E o Menino?
O Menino Jesus, hoje o RESSURRETO JESUS SALVADOR, insiste: “Digo-lhe a verdade: ninguém pode ver o Reino de Deus, se não nascer de novo” (Jo3:3). “Quem beber da água que eu lhe der nunca mais terá sede...” (Jo 4:14). “O Reino de Deus está próximo. Arrependam-se e creiam nas boas novas!” (Mc 1:15). “O Espírito do Senhor está sobre mim, porque Ele me ungiu para pregar boas novas aos pobres.” (Lc4:18). “Vocês são o sal da terra... Vocês são a luz do mundo... Assim brilhe a luz de vocês diante dos homens”  (Mt 5:14-16). Finalmente Ele diz: “Aquele que tem ouvidos para ouvir, ouça!” (Lc 8:8). 
10 – É este o Menino. O Natal continua
Neste novo ano o Natal continua. Jesus, já hoje ressurreto e à direita de Seu Deus Pai, quer que toda a humanidade o ouça. Como ouvirão? Havendo quem pregue. Por isto são bem-aventurados os pés daqueles/as que anunciam estas boas-novas do Natal. Certamente que você e eu manteremos o nascimento de Jesus atualizado e sempre presente. Não temos outro caminho a seguir – afinal, só Jesus tem palavras de vida eterna – Jo 6:68. Já sabemos a resposta para a pergunta feita ainda hoje: “DE ONDE LHE VEM ESTAS COISAS? NÃO É ESTE O CARPINTEIRO?” – Mc 6:2-3.
Marisa de Freitas Ferreira – discípula no exercício do episcopado, em celebração do Natal. 
___________________________________________________________
1- STOTT, John, A Bíblia toda o ano todo, Meditações Diárias de Gênesis a Apocalipse, Editora Ultimato, Viçosa, MG, 2007, p 192.




O Reinado do Menino


Celebrou-se o Natal. Já se passaram alguns dias. E agora? Os enfeites foram guardados. Nova celebração só em dezembro deste novo ano. Até lá, onde estará o aniversariante? 


O menino do Natal

Que garoto aniversariante você celebrou no último Natal agendado no calendário de 2012? Aquele que só aparece em uma época do ano ou aquele acerca de quem a Bíblia diz: “ Por isto eu lhe darei muitos como a sua parte, e com os poderosos repartirá ele o despojo, porquanto derramou a sua alma na morte; foi contado com os transgressores; contudo levou sobre si o pecado de muitos e pelos transgressores intercedeu.” (Is 53:12)?  Caso tenha sido o primeiro, então saiba que ele estará em caixas, guardado como enfeite para o próximo ano. Não fala, não ouve, não vê e nem sente. 

E o segundo?

Se você celebrou aquele do texto bíblico citado, então sabe que o Natal não passou. Hoje é Natal. É tempo de continuar as festas para o menino. Ele é “MARAVILHOSO, CONSELHEIRO, DEUS FORTE, PAI DA ETERNIDADE E PRÍNCIPE DA PAZ”. Mais que nunca esta geração carece do reinado deste menino. 

Ele reina

Quando se ouve a palavra “reino” pensa-se, quase automaticamente, em palácios, reis e rainhas, príncipes e princesas, glamour e muita riqueza. Até porque ainda temos reis e rainhas nos dias atuais e assim se manifestam os seus reinados. São referências de reinado a partir do mundo comandado pelo ser humano marcado pelo pecado. Como tal, quase sempre esta referência se distancia do que a Bíblia nos ensina. 

As marcas deste Reino.

Como diz a Bíblia, o reino do Menino Jesus não é deste mundo. O Reino dele se origina numa dimensão muito maior, que vai além do visível:

a- O Rei – É Deus, o Todo-Poderoso, criador dos céus e da terra. Amor, justiça, misericórdia são só alguns dos seus muitos atributos. Ele jamais morre. Sempre foi e sempre será.

b- O Conselho – neste reino a central de comando é composta de uma trindade: Deus Pai-Filho-Espírito Santo. 

c- Súditos/as – Os súditos são anjos e não há, por parte do Rei, nenhuma atitude para com os/as mesmos que não seja movida por santidade e perfeição. Por isto há paz absoluta neste Reino.

d- Criação –Tudo que existe pertence a este Rei e por Ele foi criado – inclusive o planeta Terra.

O menino e o Planeta Terra

Este minúsculo planeta é habitado por pessoas humanas formadas do pó da terra (Humus). Tais pessoas se rebelaram contra o Rei e o príncipe Jesus, único Filho de Deus, que foi enviado para refazer a inimizade entre humanos/as e os Céus. 

O reinado do menino 

Diferente de outros reinados conhecidos, o Filho do Rei veio como ser humano normal. Sem qualquer pompa, luxo ou riqueza. Claro! Sendo feito gente, comprovaria aos/às humanos/as que é possível viver sem a marca destrutiva do pecado. É possível viver sendo imagem e semelhança de Deus. Só que para isto é preciso renunciar às distorções que o próprio ser humano estabeleceu para si. É preciso converter-se deste mau caminho, voltando-se para a voz de Deus. 

A base do reinado do Menino

O próprio Jesus fala claramente acerca das bases do Reino de Deus. Pode-se ler sobre isto em todo o Novo Testamento e mais claramente nos quatro evangelhos. Entretanto o seu sermão, pregado a uma multidão, é extremamente esclarecedor. Dentre os temas abordados Jesus fala das BEM-AVENTURANÇAS – “felizes os/as que....”. Estudando este texto o irmão e teólogo John Stott nos relembra que, quanto a esta felicidade, “Jesus não está fazendo um juízo subjetivo (aquilo que sentimos), mas objetivo (aquilo que Deus pensa). ...Jesus não está pregando salvação através de boa obras,mas ensinando como aqueles que já renasceram pelo Espírito se comportarão” (1). 

O sermão do Monte não deixa qualquer dúvida quanto ao que Jesus explicita como sendo a vontade de Deus para esta terra. Assim, o reinado de Jesus se dá com um propósito: QUE ESTE PLANETA RETOME A SUA INTIMIDADE COM DEUS POR MEIO DO CONHECIMENTO E DO CUMPRIMENTO DOS PROPÓSITOS DELE (DE DEUS).

A resposta da humanidade ao ensino deste Reino de Deus

O Espírito Santo tem agido em meio a este planeta e a seus/suas moradores/as. Muitos/as tem respondido a Deus de forma positiva. Muitos/as têm acolhido ao menino Jesus em seus corações/estrebarias. A Glória de Deus tem-se espalhado sobre esta terra. São inúmeros/as os movimentos de pessoas que estão a serviço de Deus. Isto significa que tem resistido ao diabo e se entregado a Deus. Este é o princípio daquela paz que excede a toda a compreensão humana. 

Porém, ainda se constitui maioria aqueles/as que resistem a Deus e acolhem as ciladas do diabo. Basta abrir um jornal, ou uma revista, ou assistir a um noticiário que esta afirmativa se confirmará. Experimente fazer isto hoje, com a família ou com a Igreja. Liste os acontecimentos que envolvem transgressão à  vontade de Deus e constate os inúmeros itens desta listagem. Isto não é simples. É exatamente a certificação de que o “mundo jaz no maligno” – ou seja, tem dado preferência a envolver-se com todo tipo de pecado. 

Nesta “conversão ao mal” estão pessoas de todas as idades, de todas as classes sociais, de todas as nações, de todas as religiões, de todas as ideologias, de todo nível educacional, enfim, de pessoas humanas de toda e qualquer característica. 

E o Menino?

O Menino Jesus, hoje o RESSURRETO JESUS SALVADOR, insiste: “Digo-lhe a verdade: ninguém pode ver o Reino de Deus, se não nascer de novo” (Jo3:3). “Quem beber da água que eu lhe der nunca mais terá sede...” (Jo 4:14). “O Reino de Deus está próximo. Arrependam-se e creiam nas boas novas!” (Mc 1:15). “O Espírito do Senhor está sobre mim, porque Ele me ungiu para pregar boas novas aos pobres.” (Lc4:18). “Vocês são o sal da terra... Vocês são a luz do mundo... Assim brilhe a luz de vocês diante dos homens”  (Mt 5:14-16). Finalmente Ele diz: “Aquele que tem ouvidos para ouvir, ouça!” (Lc 8:8). 

É este o Menino. O Natal continua

Neste novo ano o Natal continua. Jesus, já hoje ressurreto e à direita de Seu Deus Pai, quer que toda a humanidade o ouça. Como ouvirão? Havendo quem pregue. Por isto são bem-aventurados os pés daqueles/as que anunciam estas boas-novas do Natal. Certamente que você e eu manteremos o nascimento de Jesus atualizado e sempre presente. Não temos outro caminho a seguir – afinal, só Jesus tem palavras de vida eterna – Jo 6:68. Já sabemos a resposta para a pergunta feita ainda hoje: “DE ONDE LHE VEM ESTAS COISAS? NÃO É ESTE O CARPINTEIRO?” – Mc 6:2-3.

 

Marisa de Freitas Ferreira – discípula no exercício do episcopado, em celebração do Natal. 

___________________________________________________________

1- STOTT, John, A Bíblia toda o ano todo, Meditações Diárias de Gênesis a Apocalipse, Editora Ultimato, Viçosa, MG, 2007, p 192.

 




COMPARTILHAR - 2016

Missão
Leia as informações da missão da Igreja Metodista na Região Nordeste. Uma comunidade de fé a serviço do povo. Missão, evangelização, amor e trabalho.

Vídeos

Remne no Youtube
Uma fé vibrante e um povo forte. Confira o trabalho desenvolvido no Nordeste brasileiro.

Busca de Conteúdos no Portal

Cadastro Nacional de
Igrejas e Pastores

Pesquise também:

Versículo do Dia

Então clamam ao Senhor na sua tribulação, e ele os livra das suas angústias.


SALMOS 107.28

Boletim Eletrônico
Informe seu nome e e-mail para receber nosso boletim eletrônico.
Nome:
E-mail:
Região Missionária do Nordeste
Rua Desembargador Góes Cavalcante, 331, Parnamirim - CEP 52060-140 - Recife - PE - Fone: 81 3202.3050
Desenvolvido por: